Curso: Consciência negra e o pensamento de Clóvis Moura | CELACC USP

Curso: Consciência negra e o pensamento de Clóvis Moura

Indefinido

APRESENTAÇÃO

"Introdução aos conceitos de racismo estrutural no Brasil com base na obra de Clóvis Moura, os principais conceitos desenvolvidos pelo sociólogo brasileiro e a sua práxis teórico-política revolucionária."

JUSTIFICATIVA

"Clóvis Moura (1925-2003) foi um sociólogo brasileiro que desenvolveu conceitos originais das relações etnicorraciais no Brasil com base na epistemologia marxiana. Apesar da originalidade do seu pensamento, sua obra ainda é pouco conhecida e marginalizada na academia. Existe até um preconceito aberto por parte de alguns intelectuais quanto a sua produção acadêmica. Apesar disto, o pensamento de Moura influenciou uma geração de militantes antirracistas nos anos 1980 e vem sendo recuperado recentemente com a reedição de várias obras suas (como a "Sociologia do Negro Brasileiro", de 1988, reeditada recentemente pela Editora Perspectiva), além das suas ideias serem temas de pesquisadores negros. Assim, é importante desenvolver um espaço de reflexão sobre o conjunto da sua obra em especial os conceitos que transversalizar os seus textos e quais impactos eles tem nas reflexões das relações raciais no Brasil contemporâneo. Além disto, o curso ocorre em dois momentos importantes. Um é a celebração do 60o. aniversário da primeira obra de Clóvis Moura (Rebeliões da Senzala) e o segundo é o relançamento da obra "Sociologia do Negro Brasileiro" pela Editora Perspectiva. Assim, é importante que estes dois eventos sejam celebrados nos dois dias do curso e constem inclusive do material promocional."

CRONOGRAMA DE AULAS:
1a. Encontro – dia 11 de novembro - A práxis teórico-política do pensamento de Clóvis Moura (uma introdução aos principais conceitos de Moura, a articulação do seu pensamento com o marxismo, as rebeliões da senzala e a sociologia do negro brasileiro)

Márcio Farias – doutorando em Psicologia Social e membro do Nepafro, autor do livro “Clóvis Moura e o Brasil”, da Editora Dandara

Cleber Santos Vieira – professor adjunto da Unifesp, participante do projeto de pesquisa “Clóvis Moura, das Rebeliões da Senzala ao Dicionário da Escravidão Negra: história, sociabilidades e militância”, autor do prefácio da reedição da obra Sociologia do Negro Brasileiro, de Clóvis Moura.

2º. Encontro - dia 18 de novembro - Dialética Radical do Brasil Negro e as perspectivas de conceituação do racismo estrutural e para as lutas do movimento antirracista contemporâneo.

Dennis de Oliveira – professor da Universidade de São Paulo, pesquisador do IEA (Instituto de Estudos Avançados), coordenador do Celacc (Centro de Estudos Latino Americanos sobre Cultura e Comunicação) e integrante da Rede Antirracista Quilombação.

BIBLIOGRAFIA/REFERÊNCIAS

FARIAS, M. Clóvis Moura e o Brasil. S. Paulo: Dandara, 2019.

MOURA, C. Rebeliões da Senzala. S. Paulo: Anita, 2014.

MOURA, C. Sociologia do Negro Brasileiro. S. Paulo: Perspectiva, 2019.

MOURA, C. Dialética Radical do Brasil Negro. S. Paulo: Perspectiva, 2016.

NOGUEIRA, F. Clóvis Moura, trajetória intelectual, práxis e resistencia negra. Salvador: EdUneb, 2018.

CLEBER SANTOS VIEIRA
Possui Graduação (1997) e Mestrado (2001) em História pela UNESP/Franca; Doutorado em Educação (2008) pela USP. Professor Adjunto do Departamento de Educação da Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da UNIFESP. Docente do Programa de Mestrado Profissional em Ensino de História e do Programa de Pós-Graduação em Educação e Saúde na Infância e na Adolescência da UNIFESP. Membro do NEAB-Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros da Unifesp. Diretor de Relações Institucionais da ABPN-Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (Gestão 2018-2020). Atua nas seguintes áreas: história do livro e dos manuais didáticos; ensino de história e cultura afro brasileira e africana; educação das relações étnico-raciais.

DENNIS DE OLIVEIRA
Professor livre-docente em Jornalismo, Informação e Sociedade pela ECA/USP. Possui graduação em Comunicação Social Habilitação Em Jornalismo pela Universidade de São Paulo (1986), mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (1992) e doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (1998). Atualmente é professor em RDIDP (Regime de Dedicação Integral à Docência e à Pesquisa) na Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Comunicação Popular, atuando principalmente nos seguintes temas: comunicação e cultura, processos mediáticos e culturais, comunicação e recepção, processos mediáticos e jornalismo, mídia e racismo, e integração na América Latina. É coordenador do CELACC (Centro de Estudos Latino Americanos de Cultura e Comunicação), vice-líder do Alterjor (Grupo de Pesquisa de Jornalismo Alternativo e Popular) e membro do Neinb (Núcleo de Estudos Interdisciplinares do Negro Brasileiro), todos da Universidade de São Paulo. É professor do Programa de Pós Graduação em Mudança Social e Participação Política da EACH/USP e do Programa de Pós Graduação em Integraçao da América Latina da USP. É pesquisador do Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP.

MÁRCIO FARIAS
Graduado em Psicologia pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (2011). Mestre e Doutorando em Psicologia Social na PUC-SP com vinculação ao NUTAS (Núcleo de estudos e pesquisa Trabalho e Ação Social). Coordenador do Núcleo de Desenvolvimento Institucional do MuseuAfroBrasil. Professor convidado do Celacc (Centro de Estudos Latino Americanos sobre Cultura e Comunicação) Eca/ USP. Membro do colegiado do Instituto Amma Psique e Negritude. Membro de Comissões de Avaliação de Ações Afirmativas em Concursos Públicos para a Fundação Carlos Chagas.Trabalhou como professor convidado da Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia (FAJE) Foi coordenador e docente do curso de extensão; Violência e Sociedade: Racismo como Estruturante da Sociedade e da Subjetividade do Povo Brasileiro (2017; no Instituto Sedes Sapientiae. Foi coordenador e docente do Curso; AfroLatinoAmérica; no Centro de Formação da Ong Ação Educativa. Coordenou a equipe educativa da exposição; Pretatitude: Insurgências, emergências e afirmações na arte; no Sesc São Carlos. Foi parecerista de Projetos Culturais e Artísticos da Funarte. Palestrante e conferencista sobre relações raciais, participou do Simpósio; Afrodescendentes no Brasil: conquistas, desafios do presente e perspectivas para o futuro; como convidado pela Universidade Harvard, EUA. Organizou o livro:; Violência e Sociedade: Racismo como Estruturante da Sociedade e da Subjetividade do Povo Brasileiro(2018; lançado pela Editora Escuta. Em pesquisa, desenvolve estudos sobre Pensamento social latino americano e relações raciais; Questão racial e lutas de classes na América Latina; Trabalhadores imigrantes negros em São Paulo e Buenos Aires.

OBSERVAÇÕES:
1. Vagas confirmadas apenas com pagamento.
2. Política de devolução: Se houver cancelamento até 7 dias úteis, será cobrada multa de 20% do valor do curso. Em caso de desistência até 48h antes do curso a multa será de 40% do valor do curso. Desistências até 24h após a primeira aula serão reembolsadas em 50%. Depois disso não serão mais efetuadas devoluções. Os valores serão devolvidos via depósito bancário a ser feito em conta de titularidade do participante inscrito.
3. Certificado de conclusão: Os alunos devem participar no mínimo de 75% do curso para pedir o certificado de conclusão do curso, que será emitido em até 5 dias úteis após o término do mesmo.

 

LINK PARA INSCRIÇÃO

 

Curso: Consciência negra e o pensamento de Clóvis Moura | CELACC USP

Erro

Ocorreu um erro inesperado no site. Por favor tente novamente mais tarde.